Nitvista
Bate-papo
Fotos da Cidade
Fortes
MAC
Nictheroy
Aéreas
Praias
Outras Fotos
Noitada|Agito cultural
Cinemas
Shows, Festas e Boates
Bares
Restaurantes
Exposições
Peças
Cursos e Palestras
Outros Eventos
Nikitinautas
Cadastro
Login
Informações Gerais
Censo 2000
Das Regiões
Dos Bairros
História
Outras Informações
Artista do Mês
Postal Nitvista
Turismo
Pontos Turísticos
Hotéis e Campings
Outros
Preserve Itacoatiara
Condições do Mar
News
Galera da Praia
Ecologismo
Previsão do Tempo
Enquetes
Trânsito online
Câmeras na cidade
Câmeras - Ponte Rio - Niterói
Religião
Telefones úteis
Anuncie no Nitvista
Equipe Internit
Fale Conosco

Postal Nitvista Nikitinautas Noitada e Agito Cultural Bate-papo

Ecoando - Ecologia e Caminhadas

Home O Ecoando Atividades Programação Participe Ecodicas Notícias Coordenação
  Ecopoesia Depoimentos Galeria de Fotos Contato Destaques Artigos Diário de Trilha Associe-se  
 
  Notícias    
  Violência na Rocinha altera programação do Ecoando
05/10/2017
 
 

Guerra do tráfico e intervenção das forças militares repercutiram na segurança de trilhas, o que levou à alteração.

 

Por: Cássio Garcez*

 

Devido aos reflexos da explosão da violência na Rocinha, iniciada há algumas semanas, o Ecoando teve que alterar duas caminhadas de sua programação, na Zona Sul do Rio: a Travessia Jardim Botânico-Paineiras-Alto, no dia 15 deste mês, e o Circuito Horto-Jardim Botânico, no dia 2 de novembro.

 

Isso porque, ainda que esses roteiros não sejam tão próximos àquela favela, denúncias de ciclistas e de outros frequentadores do Horto e do Jardim Botânico indicavam que bandidos estariam usando as trilhas desses bairros para fugir ao cerco policial.

 

Embora a situação atual esteja menos perigosa naquelas áreas, devido à desocupação da comunidade pelas Forças Armadas, a decisão do coordenador do grupo de caminhadas de continuar evitando as trilhas da região tem como objetivo a prevenção, a garantia da segurança de seus participantes e a manutenção da marca de violência zero nas atividades da instituição, que vai completar 25 anos em 2018.

 

Assim, no lugar daquelas caminhadas, serão realizadas outras, em Niterói. A do dia 15, será a Casa da Pedra, e a do dia 2, a Ponta das Andorinhas, ambas localizadas no Morro das Andorinhas, Parque Estadual da Serra da Tiririca, em Itaipu.

 

Por outro lado, as atividades canceladas deverão voltar à programação do primeiro semestre de 2017, na expectativa de que a situação da segurança naqueles locais venha a melhorar.

 

Enfim, no Ecoando somos precavidos, não pessimistas.

 

 

* Cássio Garcez é coordenador do Ecoando - Ecologia & Caminhadas, guia ecológico e mestre em Ciência Ambiental. 

 

Foto: policiais do Bope em trilhas do entorno da Rocinha. Polícia Militar/divulgação.

 
  < ANTERIOR PRÓXIMO >  
  > 16/10/2017 - Abaixo-assinado pede proteção ambiental à Lagoa de Itaipu, em Niterói  
  > 01/10/2017 - OAB diz que Plano Diretor de Niterói ignora diretrizes ambientais  
  > 17/09/2017 - Violência impede gestão da Reserva Darcy Ribeiro  
  > 15/09/2017 - Plano Diretor: moradores cobram preservação de áreas verdes em Niterói  
  > 04/09/2017 - Projeto pede rebaixamento da restinga de Itacoatiara  
 
Ecoando - Ecologia & Caminhadas - Rua dos Jacarandás, 1024, Engenho do Mato - Niterói - RJ.
CEP: 24.344-565 Tel: (21) 2709-5435 / 99155-8777
 
Copyright Internit Ltda 1996-2001